Inspiração para um trânsito mais seguro: as mulheres!

, ,

O Dia Internacional da Mulher não é um dia para se homenagear e parabenizar, mas para relembrar toda a luta da mulher para conquistar cada espaço na sociedade. E quando falamos desses espaços, o trânsito é um deles.
Por muitos anos, o preconceito com a mulher no volante foi gritante. Porém, a cada dia vemos mais mulheres dirigindo e ocupando seu lugar no trânsito e, mais do que isso: os dados comprovam uma boa realidade das motoristas.

O que as estatísticas mais atuais de trânsito dizem?
Dados comprovam que aproximadamente 70% das infrações de trânsito são causadas por homens. Além disso, eles também são responsáveis por 71% dos acidentes de trânsito.
Muitos dizem que essa estatística se deve ao fato de que há mais homens do que mulheres motoristas. Mas, a realidade é que, a cada ano, o número de mulheres ao volante vem se multiplicando e esse argumento deixa de ter validade.

Mulheres como inspiração no trânsito
Esses são apenas alguns dos índices, porém, mais que suficientes para evidenciar a importância da mulher no trânsito. Quando ressaltamos que elas servem como inspiração para todos, estamos dizendo que elas têm transformado o trânsito, a cada ano e a cada nova motorista. Não só por praticarem a direção segura, mas por passar adiante esse comportamento.

O assunto também é a segurança!
Assumir o volante vai muito além de só ter bons reflexos e mais habilidades. Esses pontos são super importantes, mas o trânsito nas grandes cidades mata mais que as guerras, e muito mais que grandes epidemias juntas. Por isso, o grande segredo para se encarar o trânsito é a segurança!
O que explica o baixo índice de mulheres envolvidas em acidentes é que elas andam muito mais atentas e não se arriscam em situações absurdas. Além disso, para a mulher, o carro é isso: um meio de transporte.
Nessa estatística, elas apenas perdem em um único quesito: ainda são mais vítimas de roubos do que homens. Porém, essa é uma situação que todos estamos sujeitos a passar, independente do sexo. Para isso, contem com a GS Seg: aceitamos e monitoramos todos os veículos, de todos os perfis.

Para finalizar, por todos esses itens mencionados, agradecemos e parabenizamos as mulheres por serem exemplos de luta, conquista e atenção. Nós, que vivenciamos tantos desses itens em nosso dia a dia, julgamos essencial a presença da mulher no trânsito para a fluidez e responsabilidade nas grandes vias.

Feliz Dia Internacional da Mulher, e que você se faça ainda mais presentes nas ruas!

Proteção para Motos: Porque a grande maioria não tem?

 

Já falamos por aqui que a Motocicleta é um dos veículos mais utilizados em São Paulo e esse número só cresce. Os motivos são vários: a economia, tanto de combustível, quanto na manutenção, além da agilidade para se deslocar em engarrafamentos, com economia de tempo.

Porém, sabemos que as motos também são mais perigosas em questão de acidentes e em situações de roubos e furtos, por serem muito visadas e mais fáceis de serem levadas.

Por esses e outros motivos, algumas seguradoras simplesmente não aceitam as motocicletas, ou dificultam e encarecem a adesão desse veículo aos seguros. O resultado disso é que, atualmente, a grande maioria das motos não possuem seguros ou qualquer forma de proteção. Quando falamos em maioria, isso representa mais de 90% das motocicletas, um número muito alto.

Qual é a melhor opção?

A melhor opção para quem tem moto, independente do perfil, é o rastreamento veicular. Ele monitora sua moto o tempo todo, em qualquer lugar do Brasil, e ainda oferece assistência 24h, para te ajudar em situações de riscos. O melhor do rastreamento é que o custo é infinitamente menor que qualquer forma de proteção.

Na GS Seg, por exemplo, o rastreamento com assistência 24h, custa R$69 por mês, sem que seja necessária avaliação de riscos e o perfil do motociclista. Esse serviço, além de garantir a segurança e minimizar os riscos, também ajuda a diminuir o índice de roubos, porque é focado em recuperação veicular.

E, caso seja de seu interesse, também há disponível o serviço de rastreamento com indenização, cujo custo deve ser calculado diretamente com a GS Seg.
Com essa cobertura você recebe a indenização de até 100% da tabela Fipe, em caso de roubo ou furto!

A mensagem que fica é que proteção é tudo! Muitas pessoas acabam deixando seu bem desprotegido, desmotivados pelos altos valores de seguros tradicionais. O rastreamento da GS Seg é proteção garantida e sua moto recuperada, sem te deixar na mão, com preço muito acessível! Entre em contato conosco e saiba mais.

Viajar de carro ou moto? Veja vantagens e desvantagens e saiba escolher

,

Se você viajou no Carnaval e enfrentou as estradas, provavelmente parou para pensar, em algum momento, sobre como seria bom ter a opção de escolher entre um carro ou moto, dependendo do destino e todo o contexto de sua viagem.

Para quem enfrentou o trânsito dentro de um carro, em algum momento refletiu sobre a facilidade em viajar de moto, já que quem pega a estrada sobre duas rodas não enfrenta o alto congestionamento dessa temporada. Já você que foi viajar de moto, também deve ter pensado sobre como é mais fácil poder carregar mais pessoas e bagagens nos carros.

A verdade é que enfrentar a estrada, especialmente nessas épocas em que todos escolhem praticamente os mesmos destinos – a maioria vai para cidades litorâneas –  e com uma quantidade de dias que exige mais planejamento e preparação, sempre é um eterno jogo de prós e contras para ir e voltar de viagem, e isso vale para todos.

São nessas horas que algumas pessoas repensam suas escolhas e, por vezes, acabam até trocando o carro por moto e vice versa. Se você adora os dois e está em dúvida sobre qual deve comprar, pense nesses momentos de viagem também, especialmente se você viaja com frequência. Para te ajudar, levantamos alguns pontos que só lembramos em cima da hora, mas que nos fazem pensar em como seria bom ter um ou outro modo de transporte. Leve em consideração também seu estilo de vida, se você costuma viajar acompanhado, e por aí vai! Confira:

1 – A economia

De maneira geral, viajar de moto é muito mais econômico, não só por causa do combustível, mas pelo pedágio. Isso vale não só para a estrada, mas também para os passeios que fará em seu destino, além do estacionamento. Porém, a dica não vale se você tem família e costuma viajar com todos juntos, ou se costuma viajar sempre com amigos, que acabam dividindo as despesas.

2 – Enfrentar o trânsito

Como dissemos, o trânsito é crucial, ainda mais nessa época do ano. Quem não optou pelos destinos distantes e viagens de avião, provavelmente viajará para perto do mar. Enfrentar o trânsito intenso é quase certeiro e as motocicletas, nesse ponto, saem ganhando.

3 – Já pensou na bagagem?

Quem é motociclista, provavelmente refletiu sobre a facilidade de viajar em 4 rodas e poder levar tudo o que quiser. Com a moto, tanto pela questão de espaço, quanto pela segurança, a bagagem precisa ser bem reduzida. Qualquer outra coisa que seja necessário levar, além da bagagem, precisará de um plano B. Esse item já não é nenhum problema para quem viaja de carro e tem a possibilidade de levar tudo o que for necessário.

4- Uma escolha que influencia até no horário de viajar

O horário de viajar também acaba sendo um ponto a ser pensado, afinal, com a questão do trânsito, quem viaja de carro precisa ficar atento aos melhores horários para ir e vir. Quanto ao pessoal que viaja de moto, dá para viajar a hora que quiser e assim aproveitar mais e melhor os dias de viagem.

5 – Segurança

Esse é um item importante para ambos, não só no que diz respeito a acidentes, mas também à violência. Ambos possuem vantagens e desvantagens e estar atento a elas é o que levará você e seu veículo tranquilos ao destino.

Por isso, é super importante que antes de pegar a estrada, tanto na ida, quanto na volta, motoristas e motociclistas confiram freios, iluminação, pneus, documentação e outros itens que garantirão uma viagem tranquila. Além disso, motos e carros precisam de itens de segurança que dificultem roubos e furtos.

Na GS Seg, pensamos em algo que pudesse te ajudar nos dois casos e que respeitasse sua escolha e seu estilo de vida, esteja você em uma viagem sobre 4 ou 2 rodas. Por isso, e por tantos outros motivos, oferecemos rastreamento com monitoramento 24h e assistência 24h para motos e carros.

São apenas R$69,00 mensais e você poderá contar com nosso serviço de recuperação veicular em casos de roubos e furtos, em qualquer lugar do Brasil que estiver, além de assistência 24h para casos de pane seca, falha mecânica, troca de pneus, chaveiro e reboque. Ou seja, nesse ponto, qualquer que seja a sua escolha, as vantagens serão idênticas!

E aí, você também pensou nas viagens na hora de escolher entre moto e carro? Compartilhe conosco qual foi a sua escolha e os motivos crucias que o levaram a fazê-la! Essas dicas, inclusive, também servem para quem já tem ambos, carro e moto, e sempre fica em dúvida sobre qual é a melhor escolha para viagem!

Se você quer garantir a sua segurança, em seu carro ou moto, entre em contato com a GSSEG e agende a instalação!  No mais, aproveite essas dicas para a sua próxima viagem!

Vale a pena manter uma moto? Qual é o custo?

Compromissos diários, trabalho, aula, reuniões e entregas. Ir e vir nas grandes cidades não é tarefa fácil de encarar, mas é necessário. O transporte público é uma alternativa, mas nem sempre é possível contar com ele e, para muitos, chega a ser inviável.

Então, se você também precisa sair de casa todos os dias, sabe que o trânsito intenso é parte fundamental da rotina, já que toma boas horas diárias. Por conta disso, muitas pessoas que veem o carro como um bem necessário, passam a considerar o uso das motos.

Ter uma moto pode mesmo ser uma grande economia, que vai do valor investido na compra da motocicleta, dependendo do modelo, até o combustível e o ganho de tempo para realizar suas atividades no dia a dia. Porém, tudo tem dois lados. Se você está começando a considerar a possibilidade de trocar o carro por uma moto, ou está em dúvida sobre por qual optar, analise a sua rotina e coloque tudo na ponta do lápis. Trouxemos algumas dicas para te ajudar, caso esteja esquecendo alguns detalhes.

Quanto custa manter uma moto?
Na verdade, alguns custos passam batidos por nós, seja na compra de uma moto, ou de um carro. Como muita gente acaba trocando o carro pela moto por uma questão de economia, é bom lembrar todos os detalhes e custos que não aparecem no momento da compra, mas ao longo do ano podem gerar surpresas.
Logicamente, todas essas dicas são válidas apenas para os motoristas que estão habilitados a dirigirem moto e carro, caso contrário, a habilitação do tipo A também será necessária – e um custo a mais.

A moto também paga IPVA. Qual é o valor?
Lembre-se que todo ano devemos pagar o IPVA e não é diferente com as motocicletas. Cada Estado tem seu percentual, mas em São Paulo, por exemplo, onde o valor do IPVA de um carro é de 4% de seu valor de venda determinado pela tabela FIPE, para a moto é 2%.
Manutenções básicas
Também deve ser feito com certa frequência, assim como os carros. Geralmente, com frequência até maior. De qualquer forma, é inevitável dizer que todas as manutenções, e até o gasto com combustível, são menores com a moto. O mesmo vale para as peças e equipamentos básicos.
E no quesito segurança?
Sabemos que, no que diz respeito a acidentes, os motoristas de carros estão muito mais protegidos por estarem dentro de seus veículos. Apesar de os acidentes serem um risco para todos, sabemos que a imprudência é um ponto a ser pensado. Portanto, dizer que se envolverá mais em acidentes, caso troque o carro pela moto, é muito relativo.
Do ponto de vista de roubos e furtos, as motos também são alvos fáceis. Em boa parte dos casos, o seguro para a moto costuma ser bem elevado, o que faz os proprietários abrirem mão da segurança.
Como alternativa, os rastreadores são a principal saída, porque podem monitorar e rastrear, em casos de furtos e roubos, e dar a localização exata, através de aplicativos. Nesse caso, o valor pago mensalmente é bem baixo (R$69,00 mensais pela GS Seg) e você ainda poderá contar com a assistência 24h!
Além disso, há também a possibilidade de escolher o rastreador com indenização no valor da tabela FIPE, caso a sua moto não possa ser encontrada. Para fazer uma cotação, clique aqui.
Outro detalhe: ainda que seja mais fácil estacionar nas ruas, a melhor opção ainda é procurar por estacionamentos mais seguros. O valor, em alguns locais, acaba sendo menor para as motos – mais um ponto para a economia!

Lembrando que todos esses pontos devem ser levados em consideração a partir de um contexto. O quanto você usará o veículo, se precisará transportar algo, qual é o modelo em questão, e muitos outros detalhes.
E aí? Para as suas necessidades, a moto é uma boa? Procure a GS Seg e use seu dinheiro para investir na segurança de sua motocicleta: http://gsseg.com.br/Na-sua-moto